Morte forjada por Michael Jackson não seria crime nos Estados Unidos

Porta-voz da FBI diz que não há lei federal que se aplique a este tipo de situação

Pseudocídio. Você sabe o que é isso? Essa palavra não tem tradução para o português. Significa forjar a própria morte. A grande surpresa é que isso não é um crime nos Estados Unidos. Portanto, se como muitos acreditam, Michael Jackson está vivo, ele não cometeu nenhum delito.

Quem diz isso é o próprio FBI (sigla em inglês para Agência Federal de Investigação). A resposta direta é do porta-voz Bill Carter, que diz não ter conhecimento de nenhuma lei federal que se aplique a qualquer pessoa que finja a sua própria morte.

A procuradora e consultora da Thomson Reuters Jill VanderZiel pesquisou o tema e descobriu 20 casos de mortes forjadas citadas na justiça americana. Com a sua pesquisa, em uma primeira observação, ela descobriu pelo menos 20 menções de mortes forjadas.

Fique por dentro de tudo o que rola no mundo da música

Portanto, se Michael Jackson forjou ou não a sua morte para levar uma vida normal e feliz, o que sabemos é que ele não está sozinho. Se o Rei do Pop resolver aparecer, não poderá ser considerado um fora da lei.