R7 Diversão Paêbirú, um dos discos mais raros do Brasil, será relançado em vinil

Paêbirú, um dos discos mais raros do Brasil, será relançado em vinil

Nos anos 70, 1300 unidades do álbum foram produzidas, porém, cerca de 1000 se perderam em uma enchente que atingiu a fábrica em Recife

Um dos discos mais raros do Brasil será relançado em vinil

Um dos discos mais raros do Brasil será relançado em vinil

Um dos discos mais raros do Brasil será relançado em vinil

Divulgação/Polysom

A fábrica carioca Polysom anunciou, nesta quarta-feira (3), o relançamento em vinil de Paêbirú. A obra Zé Ramalho e Lula Côrtes é um dos LPs mais raros do Brasil.

Originalmente gravado em 1974, Paêbirú foi tão inovador quanto radical para a ocasião. No LP duplo, Zé Ramalho e Lula Côrtes fundem rock psicodélico com ritmos nordestinos e experimentais.

A principal inspiração dos músicos na criação do disco foi a Pedra do Ingá, situada no município de Ingá, no interior da Paraíba, que é hoje um dos monumentos arqueológicos mais significativos do mundo. Esse foi o segundo álbum de Lula e a estreia de Zé. 

Além do registro experimental, outro fato inusitado tornou o álbum uma precisosidade. Na época, 1300 unidades do disco foram produzidas, porém, cerca de 1000 se perderam em uma enchente que atingiu a fábrica recifense Rozenblit, em 1975. Sendo assim, com o tempo, colecionadores passaram a procurar exaustivamente cada um dos valiosos exemplares remanescentes — havendo poucos em bom estado de conservação.

Nos anos 2000, a gravadora britânica independente Mr. Bongo relançou a obra em CD e vinil. O material importado chega até hoje ao País por um preço devidamente "salgado".

Agora, finalmente, Paêbirú é disponibilizado em versão nacional em remasterização feita a partir dos tapes originais pelo próprio Hélio Rozenblit, que gravou o disco na época. Imperdível.