R7 Diversão Polícia diz que não foi informada sobre show de Marília Mendonça

Polícia diz que não foi informada sobre show de Marília Mendonça

Apresentação gratuita da cantora terminou com arrastões, roubos, brigas e feridos em BH; prefeitura e PM vão denunciar o caso ao Ministério Público

Show de graça levou 50 mil ao centro de BH

Show de graça levou 50 mil ao centro de BH

Reprodução/RecordTV Minas

A PM (Polícia Militar) de Minas Gerais informou, na tarde desta terça-feira (8), que não foi informada sobre o show gratuito que a cantora Marília Mendonça fez em Belo Horizonte, na noite desta segunda-feira (7).

Segundo a corporação, a organização do evento pediu autorização para gravar um documentário e não mencionava a apresentação da sertaneja.

Um ofício da PM e da prefeitura será enviado ao Ministério Público, pedindo a responsabilização civil e criminal do organizador por conta dos danos causados na apresentação. O Corpo de Bombeiros também vai enviar à procuradoria um relatório informando "a presença de uma quantidade de público no evento superior à estimativa apresentada pelo organizador no projeto de segurança".

Segundo a Polícia Militar e os bombeiros, o evento reuniu cerca de 50 mil pessoas, enquanto a capacidade do local era de 15 mil. De acordo com a Guarda Municipal, foram registrados vários casos de roubos, furtos, brigas e arrastão durante e após a apresentação. Veja imagens da confusão:

Em coletiva nesta tarde, o major Flávio Santiago, porta-voz da PM, informou que a documentação do evento, enviada à polícia e à prefeitura, informa que um documentário seria gravado e que a expectativa de público era de 20 mil pessoas.

Ao saber que o limite da Praça Estação, local escolhido para a apresentação, é de 15 mil espectadores, outro ofício, corrigido, foi enviado. No entanto, nenhum deles fez menção sobre o show musical.

— Um oficio que dá entrada na PM, onde a empresa noticia um documentário de Eduardo Pepato, com 20 mil pessoas. Documentário que não traz a chancela Marília Mendonça.

A apresentação faz parte do projeto “Todos os Cantos”, no qual a sertaneja faz apresentações abertas em diferentes cidades do país para apresentar uma nova música. Prefeitura e PM tomaram conhecimento de que seria um show surpresa de Marília Mendonça pelas redes sociais.

— Cientes disso, começamos uma ação de inteligência, monitorando o evento. Talvez perguntem porque não embargamos. Imaginem a situação de uma multidão em deslocamento. Como eu embargo um evento desta envergadura?

Procurada pela reportagem, a cantora lamentou o ocorrido. A nota enviada ao R7 explica que a apresentação é surpresa para os fãs e não para as autoridades. "A cantora lamenta ainda o fato de que infelizmente, esse tipo de situação tem se tornado rotineira em eventos, pagos ou não, que acumulam um grande número de pessoas no Brasil", conclui. A redação questionou novamente a equipe da cantora sobre o motivo de não ter avisado sobre o show, mas a assessoria informou que vai manter o mesmo posicionamento apresentado.

Veja a íntegra da nota da Marília Mendonça:

"O projeto “Todos Os Cantos” consiste em fazer surpresa aos fãs de uma determinada cidade. A cantora chega em um local previamente organizado pela produção e realiza um show gratuito.

A surpresa é para o público. Todas as autoridades locais são previamente avisadas e as autorizações solicitadas aos órgãos de segurança local, que libera o alvará para a realização do evento.

Em cada cidade é feita uma estimativa de público, que dependendo do local, pode ser maior ou menor. Em Belo Horizonte, além das equipes da Policia Militar e da Guarda Civil, a produção da cantora contratou um contingente de mais 100 seguranças privados, além de seguir todas as orientações das autoridades locais.

Marília lamenta profundamente os fatos relatados e reforça que o projeto é uma maneira de retribuir ao seu público, através do show gratuito, o carinho que recebe dos fãs. A cantora lamenta ainda o fato de que infelizmente, esse tipo de situação tem se tornado rotineira em eventos, pagos ou não, que acumulam um grande número de pessoas no Brasil."

Veja vídeos da confusão: