Ator Michael Douglas se antecipa e nega má conduta sexual

Ex-funcionária alega que ator teria se masturbado na frente dela

Ator é mais um acusado de assédio sexual em Hollywood
Ator é mais um acusado de assédio sexual em Hollywood AP

O ator Michael Douglas, vencedor do Oscar, negou preventivamente uma acusação de má conduta sexual, dizendo que queria se antecipar às possíveis informações investigada pelas publicações de Hollywood.

Em uma longa entrevista com o site Deadline.com, publicada no final da terça-feira, Douglas negou que se masturbasse na frente de uma mulher que trabalhou para ele há cerca de 32 anos.

— Esta é uma mentira completa, fabricação, não tem nada de verdade.

A acusação da mulher não identificada não foi publicada, mas Douglas disse ter sido informado por seus advogados em dezembro que o The Hollywood Reporter e outras publicações estavam investigando a acusação.

— Eu senti a necessidade de me antecipar. Eu tive a opção de esperar sair uma história, uma que claramente será utilizada por outros jornais e revistas, e então eu teria que me sentar e tentar me defender.

Duas vezes vencedor do Oscar, Douglas é a segunda celebridade a divulgar sua versão dos fatos antes de ser acusado publicamente de assédio sexual em um escândalo que balançou Hollywood e levou muitos homens a serem demitidos ou cortados de projetos.

O cineasta de documentário Morgan Spurlock publicou uma mensagem em redes sociais no mês passado dizendo que ele era "parte do problema", dizendo que, no passado, havia sido acusado de estupro e havia resolvido um processo de assédio sexual.