Cinema Convidados se emocionam em pré-estreia de 'Nada a Perder 2'

Convidados se emocionam em pré-estreia de 'Nada a Perder 2'

Filme, que conta a história de Edir Macedo, foi aplaudido por famosos e autoridades que lotaram o Teatro Bradesco; estreia é nesta quinta-feira (15)

Convidados se emocionam em pré-estreia de 'Nada a Perder 2'

Sala do teatro estava com lotação máxima na noite da pré-estreia

Sala do teatro estava com lotação máxima na noite da pré-estreia

Edu Garcia/R7

A pré-estreia do filme Nada a Perder 2 aconteceu na noite desta terça-feira (13) no Teatro Bradesco, em São Paulo. O evento contou com a presença de famosos, autoridades e artistas e o espaço estava com lotação máxima.

O longa-metragem, que conta a história do bispo Edir Macedo, líder de um dos maiores movimentos de fé do mundo, emocionou os convidados. O apresentador Reinaldo Gottino foi um dos primeiros a sair da sala e estava com os olhos marejados. "Foi muito emocionante, muito legal. Muita coisa a gente não sabia, que sofrimento que esse homem passou. Na primeira batalha que ele enfrentou ali, eu já tinha pulado fora e ele permaneceu. Fiquei surpreso e acho que valoriza ainda mais a história dele, tudo que ele construiu, no que ele transformou a Record, essa potência televisiva. Olha, fiquei surpreso, muito legal mesmo", disse o jornalista.

Petrônio foi "tietado" por Sabrina Sato e pela mãe dela, Dona Kika

Petrônio foi "tietado" por Sabrina Sato e pela mãe dela, Dona Kika

Edu Garcia/R7

Para Petrônio Gontijo, protagonista do filme, a sensação é de dever cumprido. Ao saber dos elogios por conta da atuação, o ator é modesto e afirmou ser "muito perfeccionista". Petrônio revelou ter se emocionado e detalhou a experiência de ver filme junto com colegas de elenco e convidados. "Impagável. Nunca tive essa emoção, nunca assisti a algo meu em que esquecesse um pouco que sou eu que estou lá. O filme está tão bem amarrado, tão bem escrito que eu mergulhei, entrei e me emocionei com o filme, inclusive, me lembrando muito de passagens, bastidores do filme, isso também me emocionou."

"Eu estava do lado do Petrônio e da Beth, [Goulart] e procurei ficar quietinha para não atrapalhar, mas em vários momentos queria falar com eles, relembrar das cenas... Foi incrível, acho que hoje a gente concluiu a etapa desse trabalho e foi muito especial ter revivido tudo isso", afirmou Day Mesquita, que interpreta Ester, a mulher de Edir.

Quem "entregou" a reação da plateia ao final do longa-metragem foi Ana Hickmann. "Foi aquela chuva de aplausos, todo mundo muito arrepiado e emocionado. Pelo menos todo mundo que eu consegui visualizar, não piscou. Foi muito bom, muito mesmo", declarou a apresentadora.

Ana Hickmann assistiu ao filme na companhia do marido, Alexandre Correa

Ana Hickmann assistiu ao filme na companhia do marido, Alexandre Correa

Edu Garcia/R7

Repercussão

Assim que a sessão acabou, o comentário entre os convidados era o mesmo: todos estavam impactados com o que tinham acabado de assistir. Sabrina Sato, por exemplo, falou sobre o que mais chamou a atenção dela. "Atuação, produção, direção, elenco, a fotografia do filme... Tudo impecável. A história muito bem contada mesmo. Parabéns! Vale a pena vir assistir e com certeza você vai se inspirar, se emocionar. Você vai sair daqui mais forte para o mundo, para realizar os sonhos, não desistindo, indo atrás e com muita fé", exaltou a apresentadora.

Marcelo Crivella cumprimentou os convidados presentes

Marcelo Crivella cumprimentou os convidados presentes

Edu Garcia/R7

Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro, comparou a história do Nada a Perder com o evangelho. "Quando Jesus andava pelo monte, ele encontrava um leproso, um cego, uma prostituta, alguém que estava as vésperas de ser apedrejado e ali ele escreveu uma história bonita e o livro mais lindo do mundo. A mesma coisa é a Igreja Universal. A cada perseguição, a cada processo, a cada injustiça, se escreveu uma história bonita, de inspiração, de fé, que é o filme Nada a Perder."

Rafael Ilha, cantor e vencedor de A Fazenda 10, se declarou fã número um de Edir Macedo. "Valeu a ansiedade, é muito bom. Emocionante, chorei muito. Acho que teve não só o esclarecimento das polêmicas, que são comprovadas, mas mostrou a fé e a força dele. Eu adoro, eu sou fã do homem! Amei!"

Durante a exibição do filme, a apresentadora Adriana Araújo percebeu a emoção entre quem conviveu com Edir Macedo. "Muitas pessoas que estavam lá dentro assistindo, viveram essa história do lado dele, então muita gente se emocionou, porque não está passando um filme na cabeça, é a história que eles viveram. Então, o clima era de emoção, tinha bastante gente emocionada”, contou a jornalista. “É um filme que vai tocar as pessoas com uma reflexão sobre coragem, coragem de lutar pela jornada escolhida, pelo exercício da fé de cada um", completou.

Luiz Bacci aprendeu uma lição com o filme: a superação. "Quando a gente acha que tem um problema é porque não sabia o que o bispo tinha passado para chegar até aqui. Era toda vez indo dormir sem saber se ia ser acordado de madrugada ou se o telefone ia tocar com um tsunami na vida dele de novo. É um filme que te prende do início ao fim, quando parece que está tudo resolvido, aparece uma outra bomba, e ele, com sabedoria, soube resolver tudo", declarou o apresentador.