Gentili aposta em polêmicas no cinema por medo de "filme morno"

Humorista estreia longa nesta quinta (12) com humor politicamente incorreto 

Bruno Munhoz e Daniel Pimentel estreiam nas telonas
Bruno Munhoz e Daniel Pimentel estreiam nas telonas Divulgação

O novo filme de Danilo Gentili, Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola, promete dividir opiniões entre o público. Com piadas polêmicas, no melhor estilo do humor politicamente incorreto, o longa estreia nos cinemas nesta quinta-feira (12). Sem medo das críticas, Gentili afirma, em entrevista ao R7, que a ideia é mesmo provocar.

— Eu tenho muito medo de fazer uma coisa morna. Quando a gente é covarde, tem medo ou não quer se expor, acaba fazendo uma coisa morna, que não incomoda ninguém... então, eu prefiro fazer uma coisa fria ou quente a morna.

Para se ter uma ideia dessa "temperatura", o filme brinca com assuntos sérios, como pedofilia e bullying, além de tirar sarro do cantor Roberto Carlos. 

"As pessoas vão entender que é um filme, se não entenderem, nem deveriam ter ido ao cinema"
Danilo Gentili

Questionado sobre a reação dos espectadores quanto ao filme (indicado para maiores de 14 anos), Gentili reforça que tudo não passa de ficção.

Filme tem inspiração nas comédias dos anos 80
Filme tem inspiração nas comédias dos anos 80 Divulgação

— A proposta foi ignorar o politicamente incorreto. Os filmes que a gente assistia nem eram classificados. É só uma comédia. Prefiro não subestimar ninguém. Acho que as pessoas vão entender que é um filme, se não entenderem, nem deveriam ter ido ao cinema. 

O filme é baseado no livro homônimo escrito pelo humorista e, segundo o diretor Fabrício Bittar, tem inspiração nas comédias clássicas dos anos 1980, como Porky's, Rambo, Braddock, Curtindo a Vida Adoidado. Para Fabrício, o conteúdo do longa é leve e remete a realidade atual das escolas. Ele usa de humor para citar a cena mais polêmica. 

— Acho que a mais pesada é a que proíbe coxinha na escola, é polêmico demais deixar a molecada sem coxinha, é terrível! E já é verdade em muitas escolas, acho bem polêmico.

Gentili engrossa o coro do diretor e afirma que o longa é para os públicos.

— A molecada que está na escola vai se identificar, ver que não pode fazer isso ou aquilo. E quem é mais velho vai falar: "Na minha época era mais legal".

Elenco de peso

Além dos jovens atores estreantes, Bruno Munhoz e Daniel Pimentel, também estão no elenco grandes nomes como Carlos Villagrán, o Kiko do seriado Chaves. Na história, ele interpreta Ademar, o rígido diretor da escola que é infernizado pelos aspirantes a piores alunos. Na pele do divertido e misterioso Seu Olavo, funcionário da escola, Moacyr Franco também merece destaque.

O filme

Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola conta a história de dois adolescentes que, em meio aos desafios das obrigações escolares, descobrem um manual para se dar bem e tirar nota máxima na prova final, antes da tão sonhada formatura. A confusão e a bagunça começam quando os amigos conhecem o pior aluno da escola.