Nada a Perder Cinema
Cinema Nada a Perder é o filme brasileiro de maior distribuição internacional 

Nada a Perder é o filme brasileiro de maior distribuição internacional 

Longa-metragem ganhou dublagem em 12 idiomas e vai estrear em 80 países na América, Europa, África, Ásia e Oceania

Nada a Perder

Nada a Perder estreou em 29 de março nos cinemas brasileiros

Nada a Perder estreou em 29 de março nos cinemas brasileiros

Edu Garcia/R7 - 27.03.2018

O filme Nada a Perder, que mostra a trajetória de Edir Macedo, líder de um dos maiores movimentos religiosos do mundo, será a maior distribuição internacional de um longa-metragem feito no Brasil. A superprodução atingirá, a partir do próximo dia 26 de abril — quando estreia na Argentina —, 80 países em cinco continentes do globo.

Para cumprir uma agenda tão grande (veja abaixo as estreias já confirmadas), o longa-metragem está sendo dublado em 12 idiomas, incluindo hebraico, russo, chinês, japonês, polonês e coreano. Antes de Nada a Perder, quem liderava o ranking de maior turnê internacional era Cidade de Deus (2002), de Fernando Meirelles, com lançamento em 49 países.

Na Argentina, o filme vai ocupar 116 salas, o equivalente a 20% de todo o parque nacional cinematográfico do país vizinho. Vale lembrar que os argentinos já haviam se rendido à novela Os Dez Mandamentos, quando um ginásio ficou lotado com 6.000 pessoas para acompanharem a cena da abertura do Mar Vermelho, um dos pontos altos da trama.

Nada a Perder estreou no Brasil em 29 de março. O filme tem mais de 6 mil figurantes e foi rodado em 100 locações no interior de São Paulo, na capital paulista e Rio de Janeiro. Os lugares retratam o Brasil dos anos 60, 70, 80 e 90.

Veja também: Nada a Perder já teve quase 6 milhões de ingressos vendidos

Petrônio Gontijo interpreta o bispo Edir Macedo

Petrônio Gontijo interpreta o bispo Edir Macedo

Divulgação

Baseado nos livros da trilogia homônima, o longa mostra a trajetória do bispo Edir Macedo, interpretado por Petrônio Gontijo, da infância no interior do Rio de Janeiro aos momentos importantes da carreira, como a fundação da Igreja Universal e a compra da TV Record.

No elenco principal estão também Day Mesquita, Dalton Vigh, André Gonçalves, Eduardo Galvão, Marcelo Airoldi, Nina de Pádua e Beth Goulart.

A produção tem direção de Alexandre Avancini, produção da Paris Entretenimento, com distribuição da Paris Filmes e da Downtown Filmes.

.
 

    Access log