Nada a Perder Cinema
Cinema Nada a Perder é o filme mais visto da história do cinema brasileiro

Nada a Perder é o filme mais visto da história do cinema brasileiro

Longa sobre a vida do bispo Edir Macedo vendeu mais de 11 milhões e 450 mil ingressos e superou grandes clássicos das telonas

Cena do filme Nada a Perder, sobre Edir Macedo

Cena do filme Nada a Perder, sobre Edir Macedo

Divulgação

Após 38 dias em cartaz, Nada a Perder alcançou o topo do ranking de bilheteria. Segundo a Multinacional Rentrak ComScore, responsável por medir os resultados da indústria do entretenimento no mundo todo, a superprodução vendeu mais de 11 milhões e 450 mil ingressos.

Arte/R7

Com os números oficiais, atualizados no fim de semana, o filme que conta a vida do bispo Edir Macedo superou Os Dez Mandamentos na liderança, além de deixar para trás Tropa de Elite 2 e o clássico Dona Flor e Seus Dois Maridos.

Arte/R7

A repercussão de Nada a Perder impressiona também quando comparada ao cinema internacional. O longa é o mais assistido do Brasil no ranking geral de 2018, acima até de blockbusters como Vingadores: Guerra Infinita e Pantera Negra.

Com direção de Alexandre Avancini e roteiro do norte-americano Stephen Lindsey (o mesmo de Sempre ao seu Lado), a superprodução tem como protagonista o ator Petrônio Gontijo. As gravações de Nada a Perder duraram nove semanas e ocorreram em mais de 100 locações. 

O filme tem a participação de 100 atores e 6.000 figurantes, que trabalharam em intensas cenas de ação e uma reconstituição de época que retrata o Brasil nos anos 1960, 70, 80 e 90.

    Access log