Cinema “Podres de Ricos” gera planos para uma sequência após sucesso 

“Podres de Ricos” gera planos para uma sequência após sucesso 

Projeto está em fase inicial e ainda não há informações de data para o início das gravações do novo longa-metragem

“Podres de Ricos” gera planos para uma sequência após sucesso

"Podres de Ricos" é sucesso de bilheteria

"Podres de Ricos" é sucesso de bilheteria

Divulgação

LOS ANGELES (Reuters) - O estúdio de cinema Warner Bros. está nos estágios iniciais de desenvolvimento de uma sequência para sua inovadora comédia romântica Podres de Ricos, disse nesta quarta-feira (22) uma fonte com conhecimento do assunto.

É incerto quando a sequência pode chegar aos cinemas. Nenhum roteiro foi escrito e nenhum acordo foi assinado com os roteiristas do filme, disse a fonte.

Jon M. Chu, diretor de Podres de Ricos, planeja comandar a direção do novo filme, confirmou seu assessor. Mas ele está agendado primeiro para dirigir uma adaptação do musical In The Heights, de Lin-Manuel Miranda, que está marcada para lançamento em junho de 2020.

A Hollywood Reporter foi a primeira a relatar planos para uma sequência. A publicação relatou que o próximo filme será baseado no segundo livro de uma trilogia do autor Kevin Kwan, China Rich Girlfriend.

Podres de Ricos representa um marco, sendo o primeiro filme de um grande estúdio de Hollywood em 25 anos a ter um elenco inteiramente asiático. O filme estrela Constance Wu, Michelle Yeoh, Awkwafina e Henry Golding.

 Em seu fim de semana de estreia, o filme liderou as bilheterias dos Estados Unidos e do Canadá com 26,5 milhões de dólares em venda de ingressos de sexta-feira a domingo. Vendas chegaram a 44 milhões de dólares até a terça-feira. O filme agora começa a ser exibido em cinemas em todo o mundo.

No filme, Wu interpreta uma professora de economia em Nova York que viaja a Cingapura para conhecer a família de seu namorado, descobrindo que ela é uma das mais ricas do país. O elenco possui pessoas de Taiwan, Reino Unido, China, Malásia, Filipinas, Estados Unidos, Austrália e Cingapura.

    Access log