Música Ex-Exaltasamba vive como pedreiro e sonha voltar aos palcos 

Ex-Exaltasamba vive como pedreiro e sonha voltar aos palcos 

Indio diz que teve a vida financeira comprometida após uma apresentação na casa do ex-jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho

Ex integrante do Exaltasamba trabalha hoje como pedreiro

Cleber faz bicos de pedreiro e pintor

Cleber faz bicos de pedreiro e pintor

Reprodução Record TV

Ele já integrou um dos maiores grupos de pagode do Brasil. Ao lado de nomes como Péricles e Thiaguinho, ganhou dinheiro e viajou o país, mas hoje, desempregado, ganha a vida fazendo bicos como pedreiro e pintor. Cleber Daia, mais conhecido como Indio, foi roadie (profissional de apoio às bandas), músico e compositor do grupo Exaltasamba.

Em conversa com o R7, Indio contou porque saiu do cenário musical. Ele disse que teve a vida financeira comprometida após uma apresentação na casa de Ronaldinho Gaúcho.

— Nesse dia, a gente foi fazer um show na casa dele e, no meio do fervor, ele veio tocar com a gente. Dei um pandeiro para ele tocar junto. Eu fiquei no repique e nisso, um dos artistas que ficava na frente do grupo, ficou meio chateado. Ele ficou três meses sem falar comigo e depois fui demitido. 

Indio e o ex-jogador de futebol Ronaldo Gaúcho

Indio e o ex-jogador de futebol Ronaldo Gaúcho

Reprodução Record TV

Discreto, Indio prefere não revelar o nome do antigo colega que, segundo ele, o prejudicou profissionalmente. Sem emprego, vieram as dificuldades. Passou fome, aumentou o consumo de álcool e cigarro até chegar a depressão.

Indio diz que só não desistiu de viver graças à mulher, Osmarina. Foi ela quem deu ao músico um caderno e uma caneta e disse para que ele continuasse a fazer o que sempre fez de melhor: compor.

Ex-músico em gravação para o programa Balanço Geral

Ex-músico em gravação para o programa Balanço Geral

Reprodução Record TV

Com seis músicas escritas para o Exaltasamba, uma delas chamada Faz Falta, Indio contou que, ao lado de Thiaguinho, já escreveu mais de 60 canções. Disse ainda que após perder o emprego já escreveu mais de mil, e que todas elas estão guardadas. Se quer voltar à cena?

— Sempre fui compositor, mas hoje tenho muita dificuldade para chegar aos artistas. Pedem para mandar pelo e-mail, mas essas coisas não funcionam. Faço música de vários tipos, porque preciso de dinheiro e faço o que o povo gosta.

Indio encerrou a entrevista dizendo que a mais recente composição que fez chama-se Ingratidão, inspirada nos amigos que sumiram após a demissão dele no grupo.

    Access log