Família de Recife curte shows de Slayer e Iron Maiden no Rock in Rio

Paixão pelo rock arrastou famílias de todo o Brasil para o Rio de Janeiro

Paulo Rafael juntos com os pais Manoel e Ziru
Paulo Rafael juntos com os pais Manoel e Ziru André Paino/R7

A Cidade do Rock voltou a se vestir de preto neste domingo (22), última noite do Rock in Rio. O estilo heavy metal novamente dá o tom da noite, com apresentações de Iron Maiden, Avenged Sevenfold, Slayer e Kiara Rocks.

A paixão por essas bandas arrastou pessoas de todos os cantos do Brasil e trouxe, inclusive, famílias inteiras para participar do maior festival de música do mundo. Circulando entre os metaleiros, a equipe do R7 encontrou com Paulo Rafael, que trouxe os pais de Recife para curtir o show de Iron Maiden.

— A paixão pela banda começou quando ainda era criança. Desde que eu tenho cinco anos de idade que eu escuto rock pauleira na minha casa. Ai eu cresci, vim morar no Rio, aconteceu o Rock in Rio 2011 e trouxe meus pais para cá. Gostamos tanto que decidi trazê-los de novo em 2013.

Slayer faz homenagem a guitarrista morto durante show no Rock in Rio

Ziru, mãe de Paulo, contou que o amor pela música é tão grande que na última edição do Rock in Rio se perdeu do filho porque queria ver o vocalista Axl Rose, da banda Guns ´n Roses, de perto.

— Ele saiu pra comprar bebida e quando voltou não me achou mais. Eu fui para a grade para ver o Axl, ele estava gordinho. Fiquei lá a noite inteira. Às sete da manhã, já estavam varrendo o Rock in Rio e ainda esperava alguém me buscar.

Iron Maiden encerra Rock in Rio 2013 com apresentação de arrepiar

Aos risos, Paulo explicou que ficou preocupado com a mãe e assim que a encontrou, perguntou onde ela estava. A resposta, segundo Paulo, não poderia ser outra senão “estava curtindo o rock and roll meu filho.”

Para a noite de encerramento do Rock in Rio, Paulo contou que Iron Maiden não poderá de deixar de tocar “The Number of the Beast”, “Fear of the Dark” e “Brave New World”.

— Eles não podem deixar de tocar essas músicas. Se tocar essas três, o show já terá valido a pena.