Música Ídolo aos 11 anos, MC Caverinha sonha: "Quero um futuro melhor"

Ídolo aos 11 anos, MC Caverinha sonha: "Quero um futuro melhor"

Exemplo de coragem, astro mirim do trap quase morreu quando era bebê e, recentemente, teve a casa destruída. Agora, ele vai mudar seu destino

Hit aos 11 anos, MC Caverinha sonha: "Quero um futuro melhor para minha família"

Sucesso nas redes, MC Caverinha busca uma vida melhor através da música

Sucesso nas redes, MC Caverinha busca uma vida melhor através da música

Edu Garcia/R7

MC Caverinha está conquistando cada vez mais fãs cantando trap, gênero que mistura elementos de rap e música eletrônica.

Aos 11 anos, o artista mirim bomba nas redes sociais com hits que ele mesmo compõe, entre estudos no colégio e ensaios musicais nos fins de semana. Esse foi o acordo que o garoto fez com os pais para seguir logo cedo na vida artística.

Com talento natural e estilo próprio, Caverinha já chamou atenção de astros experientes como MC Guimê e o rapper Matuê. E, em maio, ele vai abrir o show do trapper norte-americano Lil Xan, em São Paulo. "O momento está sendo da hora!", festeja ele. 

Apesar da pouca idade, Kauê de Queiroz Benevides Menezes tem muita história para contar. Hoje, ele é reconhecido nas ruas como MC Caverinha, mas para a família o garoto é um herói. O artista precoce teve sérias complicações de saúde ainda bebê e, assim, escapou da morte duas vezes.

Além disso, em 2018, o MC presenciou sua casa sendo demolida pela empresa proprietária do terreno onde morava, pois o local estava irregular.

MC Caverinha sonha em dar uma vida melhor para a mãe

MC Caverinha sonha em dar uma vida melhor para a mãe

Edu Garcia/R7

No dia fatídico, os móveis da família foram destruídos e os pais e cinco filhos largados literalmente na rua. A ajuda veio de vizinhos, que cederam um canto, como puderam, para que todos tivessem onde dormir. E, depois, eles conseguiram emergencialmente a nova residência por meio de um fundo associativo.

"Meu maior sonho é comprar uma casa para minha mãe"
MC Caverinha

A atual casa, que fica há poucos minutos de onde foram expulsos, ainda traz armários improvisados, camas doadas e precisa de uma reforma geral nas paredes vazando raios de sol, com blocos de concreto à vista.

A família de Caverinha posa na sala, ainda meio improvisada, da nova casa

A família de Caverinha posa na sala, ainda meio improvisada, da nova casa

Edu Garcia/R7

Caverinha ainda não se esqueceu do trágico acontecimento da reintegração, mas agora vai ganhar dinheiro fazendo música para mudar a situação precária.

— Naquele dia, chegou a polícia e disse que, se não saíssemos, iria derrubar tudo em cima da gente. Foi muito triste. Então, meu maior sonho é comprar uma boa casa para minha mãe e dar um futuro melhor para família. E vou conseguir!

MC Caverinha e a grande família em casa, em Mogi das Cruzes

MC Caverinha e a grande família em casa, em Mogi das Cruzes

Edu Garcia/R7

O R7 foi conhecer de perto Caverinha, no Conjunto Santo Ângelo, em Mogi das Cruzes (município de São Paulo). No dia, o carro da equipe encostou na entrada da rua de terra, no horário combinado. Como o local é de difícil acesso para automóveis, o entrevistado nos buscaria ali. 

Mal chegamos e avistamos de longe um garoto que chama atenção em meio à rua empoeirada. Com jeitão de estrela pop, o pequeno MC se aproxima da reportagem "abrilhantado" pelo look típico de trappers e funkeiros.

Exibindo um sorriso enfeitado com grillz prata (acessório dentário), Caverinha ainda traz espalhado pelo corpo franzino correntes e joias imitando diamantes e ouro. E, claro, o famoso "boot" tinindo nos pés.

O imponente tênis branco com detalhes vermelhos é parte da coleção que ele ganhou de patrocinadores por causa do sucesso virtual da canção Só Não Pisa no Meu Boot (até a publicação desta reportagem, o clipe havia passado dos 5 milhões de visualizações).

MC Caverinha já mostra estilo aos 11 anos de idade

MC Caverinha já mostra estilo aos 11 anos de idade

Edu Garcia/R7

Caverinha vem ao lado do irmão mais velho, Kaique, de 19 anos — parceiro musical e produtor que acompanha de perto a carreira do pequeno ídolo.

— Virei MC com a idade que ele tem agora. E meu irmão, que tinha quatro anos na época, seguiu meu exemplo. Um dia, ele subiu no palco durante meu show e disse que queria se apresentar ali, na hora (risos). E mandou muito bem! A partir daquele momento, o moleque não parou mais de compor e cantar.  

"A música salva vidas e o Caverinha é um bom exemplo para outras crianças
(Charlene, mãe do MC)

Com o sol fervendo em pleno meio-dia, a dupla simpática nos guia em meio a um grande terreno de matagais, entre dezenas de casas humildes e algumas chácaras. A residência deles fica há cerca de duas quadras de distância.

No portão de casa, a reportagem já é recebida com muito carinho pela grande família. Ali, moram com Caverinha e Kaique, a mãe, Charlene (37 anos), o pai, Rubens (42 anos) e os irmãos, Laisa (16 anos), Kauã (14 anos), Kelvin (6 anos) e Kassio (4 anos).

Reconhecido nas ruas, MC Caverinha faz selfies com as fãs pelas ruas do bairro

Reconhecido nas ruas, MC Caverinha faz selfies com as fãs pelas ruas do bairro

Edu Garcia/R7

Caverinha não para quieto, anda de um lado para outro e não tira o olho do celular. O pai diz que ele é assim mesmo: "Ligado no 220!" E, enquanto o MC posa para o fotógrafo no quintal, a mãe fala emocionada sobre o filho.

— Antes de ganhar o apelido Caverinha, a gente chamava ele de MC Vidinha. O Kauê é pequeno, mas tem uma história grande de vida. Meu filho nasceu com pneumonia dupla e teve uma crise forte. A equipe médica chegou a dizer que ele iria precisar de um equipamento médico para viver. No entanto, olha como a criança canta e dança hoje em dia! É muito gratificante ver tudo o que está acontecendo com ele.

Para saber mais sobre MC Caverinha, veja os destaques da conversa com o talentoso trapper e família:

Música em casa

— Eu via meus pais cantando em casa e ficava só no meu canto pensando: 'Um dia eu também vou fazer isso...' E, aos quatro anos, comecei a compor com meu irmão, que já era MC. Fizemos a canção Chama no Money e o pessoal curtiu! (MC Caverinha)

MC Caverinha exibe os dentes enfeitados com grillz prata

MC Caverinha exibe os dentes enfeitados com grillz prata

Edu Garcia/R7

Talento precoce

— Ele compõe desde criancinha. É um garoto muito carismático e não tem medo se apresentar para o público. E as pessoas curtem exatamente essa coisa natural dele. Meu irmão está sempre compondo e pensando no que vai postar nas redes. Se o MC Caverinha ficar sem cantar, ele fica louco (risos). Porém, o mais importante é ele fazer o que gosta, pois o dinheiro é apenas consequência. (Kaique, irmão e produtor)

Zerando a vida

— É muito da hora ver esse sucesso acontecendo. Tem muita gente curtindo minhas músicas! Vários shows... Zerei a vida. E um dia também vou criar algo para dar a chance de descobrir novos talentos como eu. (MC Caverinha)

Caverinha ganhou vários tênis por causa do hit Só Não Pisa no Meu Boot

Caverinha ganhou vários tênis por causa do hit Só Não Pisa no Meu Boot

Edu Garcia/R7

Primeiro, a escola

— Meus pais sempre me apoiaram desde pequenininho para virar MC. Só que temos um acordo: eu tenho que estudar bastante para ser cantor. Então, deixo os ensaios e shows para os finais de semana. (MC Caverinha)

Só não pisa no meu boot!

— Meu irmão tinha um Air Jordan (Nike) e ninguém podia nem chegar perto do tênis dele. Daí, um dia ele chegou bravo em casa dizendo: 'Pisaram no meu boot!' Dei a ideia da gente compor algo sobre isso e surgiu Só Não Pisa no Meu Boot. Foi um sucesso! (MC Caverinha)

Caverinha posa em meio ao que sobrou da antiga casa, após reintegração de posse

Caverinha posa em meio ao que sobrou da antiga casa, após reintegração de posse

Edu Garcia/R7

Ostentação do bem

— Tem vários moleques 'no corre' tentando uma vida melhor. Eles querem mostrar talento e sair da pobreza. Mas tem que fazer isso pelo caminho do bem. Essa é a ideia que quero passar quando estão me ouvindo. Por exemplo, se a molecada quer ter um boot novo ou uma roupa da hora, tem que batalhar e não cair em roubada. Se eu fiz isso, eles conseguem também. (MC Caverinha)

Caverinha brinca com o irmão mais velho, Kaique, seu parceiro musical e produtor

Caverinha brinca com o irmão mais velho, Kaique, seu parceiro musical e produtor

Edu Garcia/R7

Boa influência na quebrada

— O Caverinha se tornou um bom exemplo para outros meninos. Vem muita gente nos procurando dizendo que também quer cantar. Tem alguns fãs que até confessam que não querem entrar em uma 'vida errada'. Aqui, o pessoal é simples, mas tem muitos sonhos. A música salva vidas e queremos inspirar outras famílias. (Charlene, mãe de MC Caverinha)

Curtido pelos famosos

— Compus uma música para o Gabriel Medina e ele já curtiu a prévia que postamos nas redes. Agora, queria que ele participasse do clipe. Também farei uma parceria com o Matuê (sucesso na nova geração do rap), que sempre me deu força, e o MC Guimê já visitou minha família. (MC Caverinha)