Polícia de NY diz que investiga acusação de abuso sexual de 2004 contra Weinstein

NOVA YORK (Reuters) - O Departamento de Polícia da Cidade de Nova York disse nesta quinta-feira que está investigando uma acusação de abuso sexual de 2004 contra o produtor de cinema Harvey Weinstein.

"O NYPD (sigla do departamento de polícia) está investigando uma acusação de abuso sexual de 2004", disse o departamento em comunicado.

Questionado pela Reuters em um email se a investigação envolvia Weinstein, um porta-voz afirmou que "sim".

Sallie Hofmeister, porta-voz de Weinstein, respondeu com um "sem comentários" quando perguntada por email sobre a investigação policial.

O produtor de Hollywood negou previamente as acusações de sexo não consensual.

"Com base em informações mencionadas em relatos publicados pela imprensa, o NYPD está conduzindo uma revisão para determinar se há alguma queixa adicional em relação ao tema Harvey Weinstein", afirmou a polícia, acrescentando que nenhuma queixa havia sido identificada.

A investigação policial se dá após acusações de várias mulheres de que Weinstein as assediou ou abusou sexualmente delas nas últimas três décadas.

(Reportagem de Jill Serjeant)