Pop "Se você não conhece o amor do Brasil, você não sabe o que é ser amada", diz Laura Pausini sobre fãs brasileiros

"Se você não conhece o amor do Brasil, você não sabe o que é ser amada", diz Laura Pausini sobre fãs brasileiros

Cantora, que também trabalha como apresentadora na Itália, fará shows aqui em setembro

"Se você não conhece o amor do Brasil, você não sabe o que é ser amada", diz Laura Pausini

Laura Pausini não descarta se arriscar como atriz na televisão brasileira

Laura Pausini não descarta se arriscar como atriz na televisão brasileira

Reprodução/Facebook

A história de amor entre o Brasil e Laura Pausini é de longa data. Sucesso nas rádios e nas trilhas de novelas brasileiras, a cantora italiana veio inúmeras vezes ao País e fala até português — feito que poucos artistas internacionais podem se gabar. Com uma relação tão íntima com os fãs tupiniquins, Laura é figura carimbada quase todo ano por aqui e, em 2016, não será diferente.

Com datas marcadas para setembro em São Paulo e Rio de Janeiro com a turnê do álbum Simili, a italianinha revelou ao R7 que faz propaganda do Brasil para seus amigos europeus.

— Se você não conhecer o amor de Brasil, você não pode realmente saber o que significa ser amada. Eu sempre falo isso para meus amigos italianos. Eu me sinto muito sortuda.

Aos 42 anos, Laura ainda é uma potência na Itália e, recentemente, estrelou até programas como apresentadora — caminho que a interessa para um futuro próximo, sem descartar uma possível "aventura na TV brasileira" como atriz.

Mãe de uma menina de três anos, a cantora faz de tudo para conciliar música, TV e família, sem deixar nenhuma ponta solta. Com 23 anos de carreira, Pausini se vê realizada e até filosofa.

— Se você não perceber que a sorte veio em sua vida, você nunca pode ser verdadeiramente feliz. Eu sou uma pessoa feliz.

Em entrevista ao R7, Laura Pausini falou sobre a carreira na música, o futuro na TV, os haters das redes sociais e a vida fora dos holofotes.

Acesse o R7 Play e assista à programação da Record quando quiser

Leia a entrevista completa com Laura Pausini abaixo:

R7 — Depois de tantos anos de carreira, ainda sente um frio na barriga ao entrar no palco?
Laura Pausini — Sempre. Durante o primeiro terço das músicas do show, me sinto cheia de medo do fracasso. Então, felizmente, tudo passa.

R7 — Tem alguma música que você não aguenta mais cantar?
Laura Pausini — Não, eu gosto de todas as minhas músicas. Eu escolho desde o começo da carreira, então eu não me arrependo das escolhas que fiz e eu também gosto de cantar mais velha.

R7 — Você também está participando de programas de TV, como o Laura & Paola e o La Banda. Como é se dividir entre a vida de cantora e apresentadora?
Laura Pausini — Eu amo televisão. O mundo da televisão é fascinante e eu acho que vou continuar a fazê-lo. Na Itália, eu tenho um programa de TV próprio com meu melhor amigo, que é um muito bom comediante italiano. Mas fazer TV é muito difícil e eu gosto bastante. 

R7 — Com esse envolvimento na TV, já pensou em se arriscar como atriz?
Laura Pausini — Eu gostaria de tentar uma aventura na TV, mesmo no Brasil.

R7 — E como tem sido, também, conciliar tantos compromissos com a vida de mãe?
Laura Pausini — Minha filha e meu marido viajam comigo. Ela só tem três anos e, para o momento, pode estar sempre conosco. Meu marido é meu produtor. Nós trabalhamos juntos e conseguimos nos organizar bem.

R7 — Os fãs brasileiros são os mais fieis do mundo. Como é pra vc receber esse carinho há tantos anos?
Laura Pausini — Se você não conhecer o amor do Brasil, você não pode realmente saber o que significa ser amada. Eu sempre falo isso para meus amigos italianos. Eu me sinto muito sortuda.

R7 — Qual o lugar no qual você mais gosta de se apresentar?
Laura Pausini — Eu cantei uma vez no estádio San Siro em Milão e foi realmente muito emocionante. Inesquecível.

R7 — Você já foi alvo de hackers no Twitter. Como você lida com os haters na internet? Você tem medo da exposição das redes sociais?
Laura Pausini — Internet é muito útil para nós, cantores, porque podemos entrar em contato com muitas pessoas que nos seguem de longe, mas também é muito perigosa. Às vezes, você só precisa de alguém para inventar uma história e tudo se torna viral. Nunca verificam se a notícia é verdadeira. Eu acho que é hora de criar mais proteção na rede.

R7 —  Você tem uma longa carreira de sucesso e, como consequência, se tornou uma figura pública. Tem algo que sente saudade da vida de anônima?
Laura Pausini — Começei há muitos anos, eu era muito jovem e não me lembro se "a vida anônima" é boa também. Eu sou uma pessoa muito simples na vida. No dia-a-dia, eu realmente não gosto de sair e estou muitas vezes em casa com minha família. Isso me ajuda a viver de uma maneira normal meu tempo livre.

R7 — Com tantos anos de carreira, o que ainda falta para você conquistar? Tem algum sonho não realizado?
Laura Pausini — Fiz coisas que sequer sonhei. Quero merecer as coisas que eu tenho. Não é fácil, mas eu tento. Eu sou uma pessoa feliz, porque eu sei que tenho sorte. Se você não perceber que a sorte veio em sua vida, você nunca pode ser verdadeiramente feliz. Eu sou uma pessoa feliz.

    Access log