Anitta sem retoques é uma aula de aceitação para todas as mulheres 

Anitta sem retoques é uma aula de aceitação para todas as mulheres
Anitta sem retoques é uma aula de aceitação para todas as mulheres

Como já era esperado, o lançamento do novo clipe de Anitta, "Vai Malandra", fez o povo todo parar a Internet para acompanhar o último  clipe do Projeto CheckMate. A música, um funk carioca com batidas envolventes mescladas ao rap, é uma parceria com MC Zaac e Maejor ft. Tropkillaz e DJ Yuri.  Anitta fez uma live com a galera, e no Twitter o público subiu a tag errada, com #vaimaladra em vez de #vaimalandra. Nada que não fosse corrigido logo em seguida. Em oito minutos, o clipe chegou a 160 mil visualizações no Youtube, e é um tiro certeiro da cantora rumo ao estrelato internacional. Ao levar a cultura da favela e do funk para além das fronteiras, ela tem mais chance de emplacar, do que cantando em inglês.

Agora, o que merece registro mesmo são as imagens em close de Anitta, que surge sem retoques e revela seu corpo como ele é, com celulite e tudo o que uma mulher de verdade tem. De longe, é o melhor passo que a cantora, sempre tão alinhada com as questões do feminino e da diversidade, está dando para levantar a bola da mulherada. Exibir gente de verdade, cada uma com seu tipo de corpo, com uma sensualidade única, faz mais pela representatividade do que qualquer discursinho. Anitta fecha 2017 rebolando na cara dos padrões estéticos, dando vez e voz a garotas da comunidade (tipo Jojo Todynho) e deixa no ar essa certeza de que, gostem ou não, ela é rainha da bagaça toda.