Helder Maldonado Brandi Carlile leva três prêmios no Grammy e é finalmente reconhecida

Brandi Carlile leva três prêmios no Grammy e é finalmente reconhecida

Com 13 anos de carreira, cantora de música tradicional americana atingiu o topo da trajetória na noite de 10 de fevereiro

Brandi Carlile leva três prêmios no Grammy e é finalmente reconhecida

Brandi Carlile é velha-nova revelação da música pop

Brandi Carlile é velha-nova revelação da música pop

Divulgação

Levou 13 anos para que Brandi Carlile ganhasse o primeiro Grammy. E em questão de minutos ela levou o segundo e também o terceiro. Tudo na mesma noite. Tudo na 61ª edição da premiação.

A festa, que coroou o bom momento feminimo na música, também apontou que o futuro do pop também está no passado, resgatando raízes da música norte-americana.

E é nisso que Brandi aposta mais do que nunca no disco By The Way, I Forgive You (2018), que finalmente a tornou conhecida fora das fronteiras dos Estados Unidos e garantiu seis indicações na edição de 2019 do evento.

A sonoridade que Brandi domina no projeto é conhecido como "americana". O estilo condensa gêneros como soul, country, gospel e blues. Mas no fundo nada mais é que o bom e velho folk, em que a voz é protagonista ao lado de acompanhamentos discretos de piano e violão.

Com o álbum, ela não só brilhou no Grammy, como chegou à 5ª posição entre os discos mais vendidos dos Estados Unidos em 2018. Nada mal para quem há uma década estreava como cantora e alcançava um tímido 80º lugar na lista da Billboard.

Além das conquistas, Brandi já entrou para a história do Grammy pela performance ao vivo, na qual canta o single The Joke, e por ter colocado o estilo americana de volta aos holofotes.

Para se ter uma ideia de como o gênero é relativamente desprezado pelo Grammy, as três categorias vencidas por Brandi (Melhor Apresentação Americana de Raiz, Melhor Música Americana de Raiz, com The Joke, e Melhor Álbum de Americana por By the Way, I Forgive You) nem sequer foram televisionadas.

E Brandi estava ciente de que, apesar do sucesso e reconhecimento, o Grammy talvez não fosse seu tipo de festa. "Eu sou basicamente uma fazendeira que cria frangos, mãe e lésbica, que de alguma forma foi convidada para a festa", se autodefiniu a cantora em entrevista concedida à revista Outs, em março de 2018.

Mas independente de se adequar a esse tipo de evento que tem como protagonistas o pop radiofônico e o rap, a verdade é que Brandi tem tudo para conquistar ouvintes que gostam de uma boa sofrência gringa como Adele e Sam Smith.

E isso pode ser ouvido não só no já citado hit The Joke, mas principalmente em Party of One, balada tristíssima que ganhou um belo clipe com as participações das atrizes Elisabeth Moss e Nicole Disson. 

    Access log