Helder Maldonado Vai, Baranga: Melody faz versão irônica para hit de Anitta

Vai, Baranga: Melody faz versão irônica para hit de Anitta

Cantora fez versão para novo hit e rebatizou música como Vai, Baranga

Vai, Baranga: Melody faz versão irônica para hit de Anitta

MC Melody recria cena de Anitta na laje com bonecas vestidas com biquíni de fita isolante

MC Melody recria cena de Anitta na laje com bonecas vestidas com biquíni de fita isolante

Divulgação

Enquanto a maioria dos MCs sem espaço na mídia lutam para ser mais do que autor de um sucesso só, Melody consegue inesperadamente ser uma espécie de viral, meme e cantora que já dura quatro anos. E que ainda não perdeu a graça e consegue chamar atenção a cada novo lançamento.

Na manhã de segunda (8), ela lançou uma paródia de Vai, Malandra, de Anitta. Rebatizada como Vai, Baranga, a música ganhou um clipe que ironiza o vídeo de Anitta e uma letra que é, de certa maneira, mais "empoderada" e conectada com a periferia e com as mulheres do que a original.

A música conta a história de uma adolescente que é considerada feia e fora de forma. Para ceder às pressões dos padrões estéticos da sociedade atual, ela começa a seguir o típico roteiro de emagrecimento e malhação recomendado pelas musas fitness.

Sendo assim, ela corta carboidratos da dieta (numa cena em que Melody aparece com uma caixa de esfihas) e deixa de comer fast food. Na sequência, adere à musculação, mas como não tem acesso às academias mais caras e "top", utiliza equipamentos de ginástica disponíveis nas praças de São Paulo.

Ao mudar a forma física, ela passa a ser aceita e vira a ex-baranga "chamando atenção até dos urubus". Essa foi uma forma cômica de abordar a realidade de grande parte das adolescentes influenciadas pelas fotos de mulheres de corpos perfeitos na TV, clipes e, agora, em redes sociais também.

O enredo, apesar de não ter grandes pretensões críticas, é menos raso que a de Vai, Malandra, onde a discussão começa e termina no close inicial nas celulites de Anitta vestindo um micro shorts que já pode ser comprado por R$ 70 em uma grande rede de varejo.

Já a de Melody, além da reflexão bem humorada da letra, ainda tem o bônus de reproduzir a cena da laje com bonecas de biquíni de fita isolante e de terminar com falsetes que também parecem derrapada de carro ou choro de cachorro. A técnica vocal já é uma marca registrada da funkeira. Inicialmente, era feita a sério, na intenção de imitar divas como Mariah Carey. Agora, já ficou claro que é pura tiração de onda.

Em menos de 24 horas, o clipe atingiu meio milhão de visualizações no YouTube e 1,5 milhões no Facebook. E assim, Melody conseguiu, mais uma vez, virar um dos assuntos mais comentados das redes sociais. E não é pouco para um estilo no qual quem conseguir mais de dois anos em evidência está no lucro.

    Access log