7 mitos (ou verdades?) que você não sabia sobre cerveja

Responda ao teste para saber se você entende de cerveja

Responda ao teste para saber se você entende de cerveja

Divulgação

Já ouviu falar que existe cerveja feita de milho? E que a cerveja é a bebida que mais engorda? E aquele seu amigo, metido a esperto, que garante que a cerveja que se toma na cidade dele é melhor que a que você toma porque na região tem uma fábrica. Verdade ou mito?

Todo mundo adora dizer que entende de cerveja. Eu também. Mas às vezes a gente não sabe para quem perguntar, certo? Errado. Eu sei. Conversei com Luciano Horn, o mestre cervejeiro de Brahma, para tirar a limpo 7 mitos e verdades sobre a bebida favorita dos brasileiros.

Responda aqui e depois confira a resposta correta.

1. Chope e cerveja têm os mesmos ingredientes?
(  ) MITO (  ) VERDADE

2. Cerveja de verdade só pode ter água, malte de cevada, lúpulo e levedura
(  )  MITO   (  )  VERDADE

3. O lúpulo, além de dar sabor, conserva a cerveja
(  )  MITO   (  )  VERDADE

4. Uma cerveja que tem milho em sua composição é de menor qualidade
(  )  MITO  (  )  VERDADE

5. A cerveja é uma das bebidas industrializadas com menos calorias
(  )  MITO   (  )   VERDADE

6. A qualidade da cerveja depende do seu estilo
(   )  MITO   (  )  VERDADE

7. O armazenamento e o transporte interferem na qualidade da cerveja
(  )   MITO   (  )  VERDADE

Já respondeu? Agora, com a palavra, o mestre e as respostas corretas:

1. Chope e cerveja têm os mesmos ingredientes?
VERDADE!

Os ingredientes são os mesmos. A diferença é que a cerveja passa pelo processo de pasteurização, um tratamento térmico que garante maior prazo de validade ao produto. Já o chope, por sua vez, não passa pelo mesmo processo e, por isso, tem um prazo de validade menor.

2. Cerveja de verdade é água, malte de cevada, lúpulo e levedura
MITO!

Essa história tem origem na “Lei da Pureza Alemã”, a Reinheitsgebot, instituída em 1516 na Bavária e que limitava os ingredientes permitidos na produção da cerveja. A lei foi constituída em um período bem específico da história e que não pode mais ser reproduzido hoje em dia. Isso tanto é verdade que ela já foi remodelada e hoje permite outros ingredientes, como trigo e açúcar de cana. Grandes cervejarias em todo o mundo utilizam outras fontes de carboidrato na produção e até o açúcar, diretamente. As escolas inglesa e belga sempre adicionaram outros ingredientes à cerveja como forma de torná-la mais complexa. No Brasil, não é diferente.

3. O lúpulo, além de dar sabor, conserva a cerveja
VERDADE!

A função do lúpulo vai muito além de garantir o amargor da cerveja. Ele é um dos principais ingredientes de todas as cervejas e um poderoso conservante natural que ajuda a preservar a essência da bebida.

Você também estaria sorrindo se fosse o Luciano Horn, mestre cervejeiro de uma das maiores cervejarias do mundo

Você também estaria sorrindo se fosse o Luciano Horn, mestre cervejeiro de uma das maiores cervejarias do mundo

Reprodução

4. Uma cerveja que tem milho em sua composição é de menor qualidade
MITO!

O papel do milho na cerveja é, basicamente, fornecer açúcares fermentáveis e tornar a cerveja mais leve. Afinal, o milho é um cereal de baixo teor proteico, o que garante uma cerveja mais refrescante e ideal para ser consumida em países de forte calor, como no Brasil. Os cervejeiros produziam a bebida com o cereal mais encontrado em cada região. Como o milho é o cereal mais cultivado no mundo, ganhou as receitas pelos quatro cantos do planeta.

5. A cerveja é uma das bebidas industrializadas com menos calorias
VERDADE!

Se comparada com o vinho ou até mesmo o suco de laranja, a cerveja possui menor valor calórico. Um copo de cerveja tem em média 120 calorias, já a mesma quantidade de vinho apresenta 240 calorias.

6. A qualidade da cerveja depende do seu estilo  
MITO!

Os estilos de cerveja refletem o modo de fazer a cerveja, os diferentes ingredientes usados em diversas regiões do mundo e até as condições climáticas locais. Por exemplo, as Weiss, mais encorpadas, nasceram na Alemanha, enquanto a Pilsen se difundiu no Brasil por ser uma cerveja mais leve, cristalina e refrescante, adequada ao nosso clima. Há cervejas boas em todos os estilos.

7. O transporte e o armazenamento interferem na qualidade da cerveja
VERDADE!

As alterações de temperatura durante o transporte e o armazenamento alteram o sabor e o aroma da cerveja. Por isso, procure guardá-la em locais arejados, frescos e que não bata sol. Armazene as garrafas em pé e cheque a data de produção: cerveja é como verdura, quanto mais fresca, melhor.

    Access log