Comentarista que está com William Waack em vídeo nega racismo

Paulo Sotero disse não entender fala de jornalista: "Não consigo ouvir"

Paulo Sotero estava com William Waack no vídeo
Paulo Sotero estava com William Waack no vídeo Reprodução/TV Globo

O jornalista Paulo Sotero, que aparece ao lado de William Waack no vídeo em que o âncora do Jornal da Globo aparece fazendo um comentário racista, negou ter agido de forma preconceituosa na ocasião. Waack foi afastado pela emissora.

O diretor do Wilson Center de Washington, nos Estados Unidos, informou ao R7 não entender o que o apresentador diz. 

— Assisti ao vídeo agora há pouco. Não me recordo da cena ou do momento em que ela se deu na transmissão ao vivo da cobertura da eleição presidencial americana no ano passado. Não é algo que tenha ficado registrado na minha memória. A julgar pelo vídeo, reajo a algo que se passa à minha frente no momento em que estou concentrado à espera de um sinal para entrar no ar. No vídeo, não consigo ouvir o que o William me diz.

O comentarista ainda defende William Waack.

— Surpreende-me a informação sobre comentário racista. Não acho graça nenhuma em racismo e não creio que o William tenha postura diferente sobre o assunto.

NEGRO DRAMA: um panorama do racismo no Brasil

O vídeo, que ganhou as redes sociais nesta quarta-feira (8), foi gravado há um ano, em 8 de novembro de 2016. O apresentador do Jornal da Globo estava nos Estados Unidos, em frente à Casa Branca, acompanhando a apuração da eleição presidencial americana, vencida por Donald Trump.

No que parece ser minutos antes da dupla entrar no ar, é possível ouvir o som de uma buzina. O jornalista vira para trás e diz “Tá buzinando por quê, seu merda do c...? Não vou nem falar nada porque já sei quem é”. O âncora, então, se vira para o entrevistado e diz “É preto!”.

O assunto foi parar entre os mais comentados das redes sociais nesta quarta.