TV e Entretenimento Porchat quer Fábio Jr., Leonardo e Emílio Surita em seu sofá

Porchat quer Fábio Jr., Leonardo e Emílio Surita em seu sofá

Apresentador adiantou as novidades da terceira temporada do Programa do Porchat, que estreia na próxima segunda-feira (5) 

Porchat adianta novidades da terceira temporada

Porchat adianta novidades da terceira temporada

Edu Garcia/R7

Mais de 500 entrevistados já passaram pelo sofá do Programa do Porchat ao longo das 243 gravações em quase dois anos no ar. Fábio Porchat quer mais e sonha com alguns nomes para a terceira temporada, que estreia na próxima segunda-feira (5) na Record TV.

— Quero muito entrevistar Fábio Jr., Leonardo, Emílio [Surita]... acho que todo mundo quer entrevistar o Silvio Santos. Queria poder entrevistar o Faustão, seria maravilhoso.

Enquanto os convidados dos sonhos não vêm, o apresentador adianta os nomes confirmados para os próximos programas.

— Felipe Massa e Cacá Bueno, além da entrevista, vamos fazer uma corrida de carrinho de mão com eles. Maitê Proença, Jojo Todynho, José Junior (do AfroReggae), Rodrigo Pimentel, que inspirou o Capitão Nascimento, do Tropa de Elite.

Há um ano e meio no ar, Porchat comemora o fato de os entrevistados estarem mais abertos para participar da atração.

— Uma coisa que sinto é a receptividade dos convidados, eles estão muito mais afim de vir, de estar aqui, de fazer brincadeiras. Acho que, no início, tem muito mais desconfiança. Depois de um ano e meio fazendo o programa, funcionando e as pessoas vendo, agora as pessoas já chegam perguntando: "O que você vai aprontar pra mim?". Elas já querem participar, fazer brincadeira, já estão mais pré-dispostas a fazer as palhaçadas que a gente faz.

Jojo falou da época da adolescência, carreira e sucesso

Jojo falou da época da adolescência, carreira e sucesso

Edu Garcia/R7 - 25.02.2018

Porchat adianta, inclusive, uma das brincadeiras que está prevista para ir ao ar é com Maitê Proença.

— Ela deu uma entrevista recentemente falando que limpou privada na Índia e isso mudou a vida dela. Então, a gente fez uma brincadeira com ela, da guerra dos tronos, e colocou umas privadas, produtos de limpeza... é uma bobagem, mas uma bobagem divertida que todo mundo, inclusive ela, entra na brincadeira.

Quadros de sucesso

O humorista também ressalta que Emergente como a Gente, Teste Vocacional e o quadro em que ele visita a casa de alguns telespectadores para conferir se eles estão vendo o programa continuam. Além disso, a banda Pedra Letícia e o humorista Paulo Vieira seguem na atração. Segundo Porchat, em time que está ganhando não se mexe.

— De um modo geral a gente continua fazendo o programa do jeito que ele é, porque está muito no trilho. As coisas estão funcionando, estão dando certo, de público, de crítica... então, o programa continua nessa linha de ter jogos, brincadeira, monólogo inicial.

Porchat também fez uma autoavalição sobre esse período como apresentador.

Apresentador celebrou o sucesso da atração há um ano e meio no ar

Apresentador celebrou o sucesso da atração há um ano e meio no ar

Edu Garcia/R7 - 25.02.2018

— Eu sinto, olhando a primeira entrevista que fiz lá com a Sasha, que estou entendendo como a coisa funciona. Já vejo uma evolução e fico feliz com isso.

Política em pauta

Em ano de eleição presidencial, o comediante também pretende trazer os candidatos para serem sabatinados no programa, respeitando a lei eleitoral.

Além disso, Porchat vai fazer piada da situação ao sugerir a candidatura de alguns famosos.

— Inspirado na candidatura do Luciano Huck e do Dr. Rey, a gente vai lançar duas candidaturas de pessoas famosas, por exemplo, Anitta e Mr. Catra, quem seria o melhor presidente? Os comediantes vão defendê-los e a plateia é quem vai decidir. Vamos brincar com a coisa política, mesmo não entrando no viés político. 

Disputa com a concorrência

Porchat diz que faz questão de acompanhar os programas de Danilo Gentili e Pedro Bial e acha importante que outros talk shows estejam no ar na televisão brasileira. Para ele, isso instiga a todos produzirem algo melhor. O apresentador fala de sua preocupação com os números de audiência.

— Quero ganhar, claro. Quero dar muita audiência, quero ir muito bem, não quero ir mal. Ah, o programa deu três pontos, que m.... Ah, deu seis, que ótimo. Tenho certeza que o Danilo e o Bial também querem ganhar. Mas está tão maleável isso, a audiência depende de tanta coisa. Se chover em São Paulo dá mais audiência, sabe assim? Às vezes você faz um programa que você acha maravilhoso, vai mal. Você acha mais ou menos, vai bem. 

    Access log